Consultoria Online

Enviado em 16 de novembro de 2015, sob Atendimento

Consultoria direcionada à assuntos específicos, realizada presencial e por Skype. Esta abordagem visa orientar e sanar dúvidas relacionadas à:

1.     Emagrecimento

 • Dificuldade de emagrecimento

 • Dificuldade de manter-se no peso conquistado

 • Ansiedade alimentar

 • Obesidade

 • Compulsão alimentar – sente-se controlado pela comida

 • Dificuldade de fazer dieta

 • Obsessão e tristeza com o próprio corpo

 • Entre outros. Vamos te ajudar a descobrir!

“Eu sei o que tenho que fazer mas não consigo fazer”. Nessa abordagem vamos tratar as possíveis causas de você não estar “conseguindo” o seu objetivo, baseado em hábitos, crenças internas, auto-estima, medos, angústias, entre outros prováveis que estejam contribuindo para essa dificuldade.

 

2.     Maternidade

 • Culpa de mãe

 • Dificuldade de unir trabalho e maternidade

 • Equilíbrio familiar, rotina, independência enquanto mãe e mulher

 • Dificuldade de estabelecer limites

 • Cobrança excessiva

 • Depressão pós-parto

 • Exigências sociais, e familiares

 • Interferência da família na educação 

 • Dificuldade de estruturar o dia-a-dia, com afazeres domésticos

 • Não se permite um tempo para si mesma

 • Mantém a idéia da “super mãe”, “mãe idealizada”, baseado em padrões da sociedade

 • Medo de ser má mãe

 • Triste enquanto mãe ou sobrecarregada, e não sabe o que fazer com isso

 • Sente-se triste e insegura diante de diversas situações

 • Recorre muito a sua mãe, ou a seus pais, e depois sente-se frustrada, controlada ou com suas capacidades de decisão comprometidas

 • Sente-se sempre “devendo” a seus pais por algum tipo de ajuda, suporte ou auxílio

 • Entre outros que possam estar dificultando sua felicidade na maternidade, se sentir plena, feliz, amando seu filho inteiramente, em paz, com tranquilidade, em harmonia com sua família. 

 

3.     Sexualidade

Abordando dificuldades relacionadas a sexualidade, impedindo de você ter uma vida sexual ativa e saudável, e realização nas suas relações e com vocês mesmo.

• Repressão sexual

 • Sente-se diminuída e insegura enquanto mulher

 • Baixa libido, falta de interesse pelo ato ou encontro sexual

• Dificuldade de confiar 

 • Dificuldade de se entregar ou sentir prazer

 • Dificuldade de relacionamento com o parceiro

 • Abuso sexual, ou violência, na infância ou adolescência

• Dificuldade de lidar com o próprio corpo, se conhecer

 • Culpa no ato sexual

 • Educação sexual muito rígida e repressora na infância

 • Comparação com outros casais ou contos sexuais

 • Falta de experiência ou vergonha excessiva

.

4.    Relacionamentos

*Esta abordagem está direcionada à:

•  Dificuldades entre casais

•  Conflitos constantes, prejudicando a harmonia do casal

•  Dúvidas de sentimentos, e reavaliação da vida afetiva e do casamento – confusão de sentimentos

•  Revisão de objetivos. ” Será que quero continuar com essa pessoa?” “Será que essa pessoa ainda me faz feliz”

• Relacionamentos interpessoais (amizades, sociedade)

•  Sentimento de inferioridade diante das amizades

•  Sente-se diminuído e sempre na necessidade de agradar ou corresponder

•  Não sente que recebe na mesma proporção a atenção ou afeto da outra pessoa

• Não consegue estabelecer vínculos afetivos e amizades verdadeiras – não consegue se envolver, se entregar, usufruir a amizade

•  Pressão excessiva e insegurança, ansiedade nas amizades

•  Medo de não ter amigos

•  Medo de não ser amado

•  Sentimento de preferência, ou de “não ser o preferido”

•  Depende muito emocionalmente das amizades, e constantemente se decepciona ou sente-se abusado, ou que “deu demais.” E não foi retribuído na mesma proporção.

                                                                            “Amizade é querer estar junto”    Isabella Bovendorp

•  Dificuldade Familiar

•  Conflitos familiares

•  Sentimento de inadequação

•  Sentimento de desvalorização, julgamento ou desaprovação diante da sua família

•  Competição entre entes familiares

•  Dependência financeira ou perturbações relacionadas à dinheiro ou abuso financeiro

•  Violência emocional, humilhação

•  Não conseguir dizer não, ou sentir-se constantemente abusado nos favores e auxílios familiares

 

5.     Sentido de vida

 • Depressão

 • Apatia

 • Falta de sentido na vida

 • Sentimento de vazio

 • Pensamentos suicidas

 • Falta de um propósito de vida

• Sente-se constantemente triste

 • Espiritualidade. “Que sentido você vê na vida?” “Qual o sentido da vida pra você”

 • Significado da morte. Como você lida com a morte.

 • Crenças religiosas

 • Peso, culpa, remorso – se culpa excessivamente

 • Dificuldade de gostar de si mesmo. Se julga constantemente e duvida de si mesmo

 • Vocação, talentos, trabalho. “Qual sua função no mundo?”

 • Autoconhecimento

 • Sonhos, família, contradições. Conflitos entre o que se quer e o que “se deve”.

.

Dúvidas e informações pelo e-mail: isabellabovendorp@gmail.com

Inscreva-se e receba mais informações – Cadastre o seu e-mail. 

.

Importante: Esta abordagem não substitui a psicoterapia presencial.

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Tags:

Deixe o seu comentário